Rios

Gostaria de chorar meu ser em vários rios
esvair-me por diferentes águas correntes
dissipar os ardis dessas dores frequentes

para longe arrastando os tormentos do ser
rios que tão caudalosos pudessem verter
por vários dias a fio sem parar de correr

que um escoasse pra fora os dias sem brio
um outro corresse embora os dias sem luz
e que a mente esvaísse do corpo já frio
do incessante sofrer pela carne e a cruz

Para Leonard,

AB

4 pensamentos sobre “Rios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s